PARA EXPERIMENTAR

Sopa de beldroegas, abóbora e curgete
Ir já para a receita

Quem é que já conhece as queridas beldroegas?

Sim? Ótimo! Aqui está uma forma simples e de-li-ci-o-sa de as utilizarem. Não? Não há problema! Esta sopa de beldroegas, abóbora e curgete é das melhores receitas para as experimentarem.

As beldroegas são uma planta muito interessante. Eu própria só as fiquei a conhecer este ano, durante o verão. Mas foi amor à primeira vista… Adoro-as! E penso que também vão gostar muito delas :)

Têm um sabor característico e diferente. O que não significa que seja mau. Pelo contrário, gosto muito dele! E ficam muito boas em receitas! Cá em casa, adoro fazer cevada com beldroegas (ou arroz de beldroegas) e, claro, esta sopa de beldroegas, abóbora e curgete, que tem uma combinação de ingredientes maravilhosa. O sabor das beldroegas é equilibrado na perfeição pela doçura da abóbora e pela neutralidade da curgete!

Para os mais curiosos… Sabiam que as beldroegas são muitas vezes consideradas uma erva daninha? É verdade. No entanto, são totalmente comestíveis (folhas e caules) e são nutricionalmente ricas em potássio, magnésio, cálcio, vitamina A, vitamina C e vitamina K. Para além disto, são uma das plantas mais ricas em ómega 3, um ácido gordo essencial para o correto funcionamento do nosso organismo (sendo que essencial significa que o temos de obter através da alimentação, pois o nosso corpo não consegue produzi-lo).

Assim, tendo um sabor distinto (e bom) e possuindo uma grande riqueza nutricional, com propriedades antioxidantes, faz ou não faz sentido experimentar as beldroegas (ou continuar a consumi-las para quem já o faz)? Para mim, faz todo o sentido!

Sopa de beldroegas, abóbora e curgete 4

Terminando e antes de passarmos à receita, quero apenas explicar como são as beldroegas. Infelizmente, tive de utilizar todas as que tinha em casa para fazer a sopa, portanto, as folhas verdes que se encontram nas fotografias não são beldroegas… Na realidade, as beldroegas crescem junto ao chão e possuem caules grossos e avermelhados com pequenas folhas verdes e arredondadas. Podem ver como são, clicando aqui, aqui e aqui.

Ah! Só um pequeno aviso. Caso encontrem pequenas bolinhas pretas quando as estiverem a cortar para preparar a sopa, não se aflijam! São apenas as sementes e são totalmente comestíveis (e ricas do ponto de vista nutricional). A mim, aconteceu-me isto e eu já estava toda preocupada a pensar que as beldroegas tinham alguma praga eheheh.

Ingredientes (para cerca de 20 doses):

2 abóboras Hokkaido pequenas ou 1 abóbora Hokkaido média, com casca (1kg)
3 curgetes grandes, com casca (1kg)
7 cenouras, com casca (700g)
1 molho grande de beldroegas, folhas e caules (400 a 450g)
 3 cebolas
8 dentes de alho
 1,8L de água
 1 colher de sopa de sal

Procedimento:

1 – Descascar a cebola e o alho.

2 – Lavar muito bem todos os vegetais e cortá-los em pedaços mais pequenos.

3 –  Colocá-los numa panela de pressão e juntar a água e o sal.

4 – Fechar muito bem a panela e colocar em lume alto.

5 – Quando começar a ferver (o vapor começa a sair intensamente), diminuir para lume médio-alto e deixar cozer por 20 minutos.

6 – Após esse tempo, desligar o lume, deixar que todo o vapor saia (muito importante) e só depois abrir a panela.

7 – Finalmente, passar tudo muito bem com a varinha-mágica e servir!

Substituições:

A abóbora Hokkaido pode ser substituída por qualquer outra abóbora de polpa laranja, a gosto (como abóbora manteiga e abóbora menina), desde que a porção que utilizem tenha o peso de 1kg.

Nota:

Podem dividir a sopa de beldroegas, abóbora e curgete em porções individuais e congelar, de modo a terem sempre sopa à disposição. Quando a quiserem consumir, basta descongelar diretamente num tacho pequeno ou, então, no micro-ondas. Em alternativa (sendo que é isto, por norma, o que eu faço), com 24 a 36 horas de antecedência, podem colocar a dose que vão comer no frigorífico, a fim de que descongele lentamente.

Dica:

Se forem como eu e gostarem da sopa mesmo muito cremosa e bem passada, antes de comerem, transfiram a porção para um recipiente mais pequeno e voltem a passar, durante cerca de 30 segundos, com a varinha mágica. Só assim irão obter o melhor resultado possível: vai ficar muito aveludada e de sabor incomparável! Experimentem.

Sugestão:

Uma vez no prato e antes de servir, experimentem colocar um pouco de sementes de girassol.

Francisca
Referências bibliográficas:

Uddin, M. K., Juraimi, A. S., Hossain, M. S., Nahar, M. A., Ali, M. E., & Rahman, M. M. (2014). Purslane weed (Portulaca oleracea): a prospective plant source of nutrition, omega-3 fatty acid, and antioxidant attributes. TheScientificWorldJournal2014, 951019. https://doi.org/10.1155/2014/951019.

1 comentário sobre “Sopa de beldroegas, abóbora e curgete”

Deixa uma resposta:

O teu endereço de e-mail não vai ser publicado. Os campos de preenchimento obrigatório estão marcados com um *.