A FAVORITA DO MEU PAI

Manteiga de caju
Ir já para a receita

Esta manteiga de caju é uma autêntica perdição.

De sabor único e imcomparável e extremamente cremosa, deixa todos e qualquer um rendidos.

Cá por casa, por exemplo, de todas as manteigas de oleaginosas, esta é sempre a primeira a acabar porque há um grande fã que a devora: o meu pai.

Claro que eu também ajudo eheheh. Desta forma, volta e meia, lá tenho de estar eu a fazer mais uma dose de manteiga de caju para deliciar os habitantes cá de casa. Mas faço de muito bom grado :)

E facilmente, graças a todas as minhas dicas! Podem vê-las no artigo Manteigas de oleaginosas – as minhas dicas (4 receitas) que pertence aqui ao blog. É muito interessante e informativo e tenho a certeza de que vos vai ajudar a fazerem as vossas manteigas de oleaginosas caseiras com uma perna às costas.

Manteiga de caju 2

Para além de tudo isto, não podia esquecer-me de referir uma coisa engraçada: uma vez, ofereci um frasquinho desta manteiga a uma grande amiga minha e toda a família ficou fã! A irmã chegou mesmo a dizer-me que me comprava a manteiga se eu vendesse (e até o fiz uma vez). Portanto, fica a dica: podem fazer esta receita, colocar a manteiga de caju num frasquinho bonito e, deste modo, têm uma prenda original e deliciosa para oferecer a quem mais gostam :)

Pode ser num aniversário, no Natal, no dia do Pai ou da Mãe, numa ocasião especial vossa ou simplesmente num dia em que vos apeteça surpreender alguém! Garanto que vão adorar! Vamos lá ver a receita?

Ingredientes (para 1 frasco pequeno):

 250g de cajus crus

Procedimento:

1 – Pré-aquecer o forno a 180°C.

2 – Colocar os cajus numa assadeira e levar ao forno durante 10 minutos, mexendo a meio.

3 – Transferir os cajus para um processador de alimentos e processar durante 15 minutos (para que a manteiga fique mesmo cremosa), parando a cada minuto para descolar, com a ajuda de um salazar ou de uma espátula, o que fica nas laterais.

4 – Ao fim dos 15 minutos, chegando ao resultado pretendido (caso isto não aconteça, continuar a processar), transferir a manteiga de caju para um frasco.

5 – Consumir ou guardar.

Conservação:

A manteiga de caju deve ser guardada num frasco limpo e bem fechado, dentro ou fora do frigorífico. Para mais informações sobre como conservar a manteiga, vejam o artigo Manteigas de oleaginosas – as minhas dicas (4 receitas).

Notas:

Para uma manteiga de sabor mais suave, torrem os cajus apenas durante 5 minutos. Para um sabor mais intenso, torrem durante 15 minutos (mexendo a cada 5 minutos).

Se não tiverem uma assadeira, podem colocar os cajus num tabuleiro de forno, forrado com papel vegetal, levando este ao forno.

Francisca

1 comentário sobre “Manteiga de caju”

Deixa uma resposta:

O teu endereço de e-mail não vai ser publicado. Os campos de preenchimento obrigatório estão marcados com um *.